Destaque

Febre amarela: a culpa é de quem?

Publicado em 14 de Fevereiro de 2017

Sobre a febre a amarela, tem sido ventilado que os mosquitos são os vilões da história. Mas no caso desse surto de febre amarela silvestre não é bem assim, os vilões são o vírus (o patógeno) e o homem (que alterou o ambiente natural da vida silvestre).

Livro ‘Desastre no Vale do Rio Doce’ apresenta antecedentes, impactos e ações sobre desastre ambiental

Publicado em 26 de janeiro de 2017

Os professores Cristiana Losekann, coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Mobilizações Sociais da Ufes (Organon/Ufes) e Bruno Milanez, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), lançaram o livro Desastre no Vale do Rio Doce - Antecedentes, impactos e ações sobre a destruição, que trata do desastre ambiental ​causado pela mineradora Samarco.

TV Ufes vai à foz do Rio Doce e participa do I DOC Regência 2016

Publicado em 02/12/2016

Um ano após o rompimento da barragem de Mariana,  a TV Ufes foi até Regência, na foz do Rio Doce, verificar a situação da vila e participar do I DOC Regência, Mostra de Documentários sobre o Rio Doce. O evento ocorreu de 21 a 27 de novembro e foram exibidos um documentário e uma reportagem produzidos pela TV Ufes. 

Clique aqui para assistir.

Ufes participa de Mostra de Documentário sobre Rio Doce

Publicado em 25 de Novembro de 2016

A reportagem da TV Ufes “Universidade e sociedade se mobilizam pela tragédia ambiental em Mariana”, e o documentário “Últimos dias em Regência”, dos grupos de pesquisa em Populações Pesqueiras e Desenvolvimento no Espírito Santo (Geppedes) e em Cultura, Audiovisual e Tecnologia (CAT) da Ufes, foram selecionados para exibição durante primeira edição do DOC Regência – Mostra de Documentários sobre o Rio Doce, que está sendo realizado em Regência Augusta e Povoação – foz do Rio Doce, no litoral do município de Linhares.

A Ufes e o primeiro ano da lama no Rio Doce

Publicado  em  04  de novembro de  2016             No dia 5 de novembro completa um ano que rejeitos de minério enlameiam o Rio Doce, desde Mariana, Minas Gerais, até a sua foz, no mar do Espírito Santo. O maior desastre socioambiental do país matou 19 pessoas, deixou desabrigadas as 236 famílias que viviam no povoado de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), acabou com o sustento de ribeirinhos que viviam às margens do rio e dos pescadores do distrito de Regência (ES).

Ufes, UFMG e Ufop criam Observatório do desastre de Mariana

Publicado em 19 de Setembro de 2016

Documento que cria formalmente o Observatório Interinstitucional do Desastre Mariana-Rio Doce, com a participação de pesquisadores da Ufes e das universidades federais de Ouro Preto (Ufop) e de Minas Gerais (UFMG), foi assinado no dia 14 de setembro, no campus Pampulha, pelos dirigentes das três instituições.

Pesquisa da Ufes sobre lama do Rio Doce é capa em revista internacional

Publicado em 5 de julho de 2016

A participação de um grupo de pesquisadores na Ufes nas expedições na foz do Rio Doce, em parceria com a Marinha do Brasil, alcançou mais um destaque internacional; desta vez com a matéria de capa da edição de junho da Marine Technology Reporter (foto), a revista de maior circulação no mercado de tecnologia marítima.

Ufes, Ufop e UFMG debatem regulação de atividades de mineração

Publicado em 30/06/2016

Os problemas acarretados pelo rompimento da barragem de Fundão, de propriedade da Samarco, em Mariana (MG), estão em debate no seminário Técnicas e Regulação da Atividade Minerária, realizado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com a parceria da Ufes e da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

Pesquisadores unificam propostas para áreas afetadas pela lama no Rio Doce

Publicado em 1º de Junho de 2016

Mais de 60 pessoas, entre professores e técnicos de órgãos ambientais, estiveram reunidas no dia 1º de junho, no auditório do Programa de Pós-Graduação em Física, no campus de Goiabeiras, para elaborar uma proposta conjunta de pesquisas e ações a serem desenvolvidas nas áreas afetadas pela lama da Samarco. A proposta será encaminhada ao Comitê Interfederativo para Acompanhamento dos Programas de Recuperação da Bacia do Rio Doce, no dia 6 de junho, em Brasília.

Lançado edital de Apoio a Redes de Pesquisa para Recuperação da Bacia do Rio Doce

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Agência Nacional de Águas (ANA) lançaram no dia 25 de abril de 2016 a chamada para apoio a projetos voltados para Recuperação da Bacia do Rio Doce. A data limite para inscrição de projetos é dia 20 de junho de 2016.

Páginas

Subscrever RSS - Destaque
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910