Notícias

Febre amarela: a culpa é de quem?

Publicado em 14 de Fevereiro de 2017

Sobre a febre a amarela, tem sido ventilado que os mosquitos são os vilões da história. Mas no caso desse surto de febre amarela silvestre não é bem assim, os vilões são o vírus (o patógeno) e o homem (que alterou o ambiente natural da vida silvestre).

Livro ‘Desastre no Vale do Rio Doce’ apresenta antecedentes, impactos e ações sobre desastre ambiental

Publicado em 26 de janeiro de 2017

Os professores Cristiana Losekann, coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Mobilizações Sociais da Ufes (Organon/Ufes) e Bruno Milanez, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), lançaram o livro Desastre no Vale do Rio Doce - Antecedentes, impactos e ações sobre a destruição, que trata do desastre ambiental ​causado pela mineradora Samarco.

TV Ufes vai à foz do Rio Doce e participa do I DOC Regência 2016

Publicado em 02/12/2016

Um ano após o rompimento da barragem de Mariana,  a TV Ufes foi até Regência, na foz do Rio Doce, verificar a situação da vila e participar do I DOC Regência, Mostra de Documentários sobre o Rio Doce. O evento ocorreu de 21 a 27 de novembro e foram exibidos um documentário e uma reportagem produzidos pela TV Ufes. 

Clique aqui para assistir.

Ufes participa de Mostra de Documentário sobre Rio Doce

Publicado em 25 de Novembro de 2016

A reportagem da TV Ufes “Universidade e sociedade se mobilizam pela tragédia ambiental em Mariana”, e o documentário “Últimos dias em Regência”, dos grupos de pesquisa em Populações Pesqueiras e Desenvolvimento no Espírito Santo (Geppedes) e em Cultura, Audiovisual e Tecnologia (CAT) da Ufes, foram selecionados para exibição durante primeira edição do DOC Regência – Mostra de Documentários sobre o Rio Doce, que está sendo realizado em Regência Augusta e Povoação – foz do Rio Doce, no litoral do município de Linhares.

A Ufes e o primeiro ano da lama no Rio Doce

Publicado  em  04  de novembro de  2016             No dia 5 de novembro completa um ano que rejeitos de minério enlameiam o Rio Doce, desde Mariana, Minas Gerais, até a sua foz, no mar do Espírito Santo. O maior desastre socioambiental do país matou 19 pessoas, deixou desabrigadas as 236 famílias que viviam no povoado de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), acabou com o sustento de ribeirinhos que viviam às margens do rio e dos pescadores do distrito de Regência (ES).

Artigo do reitor ressalta ações da Ufes no primeiro ano da maior tragédia socioambiental do país

Publicado em 04 de Novembro de 2016

Em artigo publicado no dia 31 de outubro no jornal A Tribuna, o reitor da Ufes Reinaldo Centoducatte destaca os desafios e as ações desenvolvidas por pesquisadores, estudantes e servidores da Universidade durante esse primeiro ano do rompimento da barragem de Fundão (Mariana/MG), propriedade da mineradora Samarco, fato reconhecido como a maior tragédia socioambiental do país.

Confira o artigo completo no link abaixo.

Foto: Jorge Medina

Ufes, UFMG e Ufop criam Observatório do desastre de Mariana

Publicado em 19 de Setembro de 2016

Documento que cria formalmente o Observatório Interinstitucional do Desastre Mariana-Rio Doce, com a participação de pesquisadores da Ufes e das universidades federais de Ouro Preto (Ufop) e de Minas Gerais (UFMG), foi assinado no dia 14 de setembro, no campus Pampulha, pelos dirigentes das três instituições.

Pesquisa da Ufes sobre lama do Rio Doce é capa em revista internacional

Publicado em 5 de julho de 2016

A participação de um grupo de pesquisadores na Ufes nas expedições na foz do Rio Doce, em parceria com a Marinha do Brasil, alcançou mais um destaque internacional; desta vez com a matéria de capa da edição de junho da Marine Technology Reporter (foto), a revista de maior circulação no mercado de tecnologia marítima.

Ufes, Ufop e UFMG debatem regulação de atividades de mineração

Publicado em 30/06/2016

Os problemas acarretados pelo rompimento da barragem de Fundão, de propriedade da Samarco, em Mariana (MG), estão em debate no seminário Técnicas e Regulação da Atividade Minerária, realizado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com a parceria da Ufes e da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

Pesquisadores unificam propostas para áreas afetadas pela lama no Rio Doce

Publicado em 1º de Junho de 2016

Mais de 60 pessoas, entre professores e técnicos de órgãos ambientais, estiveram reunidas no dia 1º de junho, no auditório do Programa de Pós-Graduação em Física, no campus de Goiabeiras, para elaborar uma proposta conjunta de pesquisas e ações a serem desenvolvidas nas áreas afetadas pela lama da Samarco. A proposta será encaminhada ao Comitê Interfederativo para Acompanhamento dos Programas de Recuperação da Bacia do Rio Doce, no dia 6 de junho, em Brasília.

Páginas

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910